Ouça:

terça-feira, 4 de setembro de 2012

Nelson Sargento e Monarco no palco, cantando a polêmica entre Noel Rosa e Wilson Batista

Faz um tempão, ouvi falar de um show do Moraes Moreira tocando inteiro o Acabou Chorare, dos Novos Baianos, no Instituto Moreira Salles. O tipo de coisa que seria imperdível, não fosse o horário meio complicado pra se chegar em um dia de semana e a quantidade limitadíssima de ingressos. Não rolou.

Mas, passou-se um tempo, o mesmo show se repetiu no Studio RJ, um tanto mais viável. Mas a casa ainda era pequena para a demanda e não consegui meu lugar. Também não foi daquela vez.

Só consegui assistir ao tal show quando ele chegou ao Circo Voador. Num lugar bem maior, consegui minha entrada. Finalmente pude ver e foi realmente sensacional  - embora a superlotação tenha atrapalhado bastante a experiência.


Hoje, vejam vocês, vejo a notícia de mais um show com pinta de histórico acontecendo no Instituto Moreira Salles: Nelson Sargento e Monarco interpretando todas as músicas do disco Polêmica, de 1956. Tratam-se das canções escritas por Noel Rosa e Wilson Batista, um provocando o outro, num espaço de menos de três anos na primeira metade da década de 1930. Em 1956, muitos anos após a dupla fazer as pazes e com Noel Rosa já morto, foi lançado o álbum reunindo as músicas  - algumas delas não gravadas na época em que rolou a polêmica -, com Roberto Paiva cantando as de Wilson e Francisco Egydio, as de Noel.

Rola de baixar o disco neste link, e vale muito a pena. A foto aí ao lado é de Wilson Batista segurando o disco - cuja capa foi ilustrada por Nássara, seguindo sugestão do próprio Wilson, que exigiu aparecer vestindo a camisa rubro-negra - na época de seu lançamento. Ver agora um show com duas figuras históricas como Nelson Sargento e Monarco cantando clássicos como Lenço no pescoço, Palpite infeliz, Feitiço da Vila e outras é um programaço.

Acontece na terça-feira, dia 11/9, a partir das 20h Infelizmente, pra mim não vai rolar. Ingressos a R$30, meia por R$15. Sabe como é: dia e horário complicados por conta do trabalho, ingressos limitados... Vamos ver se este repete o caminho do outro e acaba chegando numa casa maior, pra mais gente poder ter a sorte de assistir a isso aí.

Aí embaixo, Monarco cantando Palpite infeliz com Fabiana Cozza:

 

Nenhum comentário: