Ouça:

sexta-feira, 27 de abril de 2012

Coisas novas de Criolo e BNegão

Rolou outro dia show do Criolo na Fundição Progresso e estive por lá, pra ver de perto a moral que o "rapper paulista" já conquistou por aqui. Ingressos esgotados, letras inteiras sendo cantadas em coro (e olha que no caso das letras dele, isso não é mole) e até a presença de Caetano Veloso no palco. O cara é bom, merece.

Mas, além dele, também tocou por lá naquele dia BNegão & Os Seletores de Frequência, fazendo uma prévia do lançamento do seu disco novo. O primeiro, muito bom, já é antigo (saiu na revista Outracoisa, aquela do Lobão que sempre chegava às bancas com o CD de um artista independente encartado) e este agora, que se chama Sintoniza lá, parece que levou 9 anos para ficar pronto. Depois desse tempo todo, se ficasse ruim ia ser um vexame.

Não é o caso. O disco é bem bom, com uma onda sonora parecida com a do anterior - mas com mais destaque para os metais, com muitos riffs marcantes conduzindo as músicas. A banda é afiada, entende tudo de música negra e manda muito bem (é pena que o som na Fundição seja sempre lamentável, mas no disco tá tudo redondão). Nas letras é que BNegão deixa um pouquinho de lado a onda de festa consciente, presente no primeiro disco em vários momentos ("o processo é lento", "tudo é vai e volta" e por aí vai), para se dedicar muito à metalinguagem: ele fala bastante da própria música, em faixas como Essa é pra tocar no baile, Chega pra somar no groove e Bass do tambô.

Se você procurar no Google pra baixar de graça até vai encontrar, mas o download oficial é pago. De qualquer forma, dá pra ouvir inteiro de graça - vai  lá.



* * * * * * * * * *

E o Fita Bruta fez um post juntando vídeos com todas as músicas que o Criolo andou lançando depois que saiu o disco que lhe tornou famoso, o Nó na orelha. Muitas delas são apresentadas apenas na voz do cantor mesmo, mas enfim - está tudo aqui.

Nenhum comentário: