Ouça:

terça-feira, 16 de março de 2010

Quer dinheiro, fama e uma vida de estrela? Coquetel Acapulco lhe dá a chance

Não sei se todos que passam por aqui sabem, mas o Don Robalo não foi minha primeira banda. Antes, estive por alguns anos no Área 51; também por um bom tempo na Dinamáquina, em duas fases diferentes; e também no Coquetel Acapulco, a única das três que ainda continua na ativa.

Na ativa, pero no mucho por enquanto - porque o pessoal está procurando uma nova vocalista. Sei que já andaram testando gente, mas ainda querem novas candidatas para assumir o microfone. Alguém aí está a fim?

Pelo que me contaram, o novo site da banda foi feito exatamente para impulsionar este processo, uma espécie de American Idol do ska carioca, com a promessa de uma vida repleta de grana, fama e experiências dionisíacas inesquecíveis. Por lá, além do release e fotos da banda no palco, colocaram quatro músicas para as possíveis interessadas conhecerem. O curioso é que, nas gravações, quem assume o vocal é meu amigo Nando, o trombonista da banda - exatamente para que as meninas que ouvirem não tenham outra referência feminina para se inspirar e possam buscar suas próprias interpretações. É claro que são gravações provisórias, não é o melhor que a banda tem a oferecer; mas, pra quem conhece o Coquetel, os registros são uma curiosidade bacana de se ouvir.

Pra quem não conhece, o "Coquetel Acapulco é banda pioneira no Brasil ao investir pesado na mescla do ritmo tradicional jamaicano, o ska, com samba, mpb, música latina, blues, jazz e rock temperando tudo com letras de um universo peculiar e autoral. Nada das bases distorcidas e temáticas juvenis do ska-core, que por muito tempo veio primeiro à cabeça quando se ouve falar em bandas com incursões no gênero."  Tive ótimos momentos com eles, além de admirar o talento dos caras. Torço pra que encontrem logo a menina cujo pé se encaixe no sapatinho de cristal, pra gente poder voltar a vê-los ao vivo logo. Interessadas, mandem e-mail pro coquetelacapulco@gmail.com (os sequelados conseguiram esquecer de colocar uma forma de contato no site, é mole?).

Aproveitem para ouvir Cortesia na singela interpretação do Nando - essa é uma música minha, com letra de Léo Mahfuz.

Nenhum comentário: